149.366

maio 30, 2012 Vera 2 Comments


No meio das pseudo-arrumações* de uma estante na qual já não se mexe há muitos ano, nunca se sabe que raio é que se vai encontrar. No pouco tempo que andei por lá a mexer encontrei taaanta tralha "fixe": 
  • um CD do "Cidade All Star" - deviamos ser proibidos de gastar dinheiro em música até atingirmos os 16 anos;
  • um teste de Português com uma análise aos Maias - eu era tão brutal naquilo;
  • o duplicado da minha folha de candidatura à Faculdade;
  • muitos exercícios de Análise Matemática (que me pareceram puro chinês);
  • um livro que eu achei que tinha perdido - alguém quer comprar um "100 anos de solidão" novo?;
  • carradas de PC Guia e Exame Informática com noticias deliciosamente desactualizadas;
  • VHSs que eu adorava conseguir recuperar;
  • muitos CDs de drivers e calhamaços com instruções que nunca eram lidas - gosto tanto de ti Internet!
  • algumas fotografias, entre as quais esta minha pérola, no 4º ano (acho eu!), o meu tesourinho preferido.
Mesmo com as missangas na gola, o colete de ganga, a franja curta e torta, o sorriso muito manhoso e o olhar um tanto ou quanto estrábico, eu acho que estou tão fofinha (e diferente!). É uma daquelas fotos que tirávamos na primária, estava junta com outra com o resto da minha turma da altura. Foi tão bom olhar para aquelas caras e perceber que ainda sei o paradeiro de muitos deles . Já houve ali casamentos (e um divórcio!) e histórias e mais histórias. É giro o exercício de (ainda) me lembrar de nós naquela altura, cuja maior preocupação era estar quase "ir para uma escola grande, e ter muitos professores". Hoje vejo ali Engenheiros, Enfermeiros, Trolhas, Empregados Fabris, Médicos, Professores, Técnicos... E hoje consigo consigo olhar e ver que daqueles 20, 7 continuam a estar sempre por perto. Acho que fomos uma "espécie rara", e isso é tão bom.

*pseudo-arrumações porque só  a minha irmã e da minha mãe é que arrumaram, eu limitei-me a tentar mas perdi-me a apreciar pequenos tesouros que lá apareciam

Também podes gostar disto

2 comentários:

  1. Se visses as minhas.... lol
    Ao contrário de ti, já não vejo ninguém da "turma" daqueles tempos (nem dos outros até ao 12º ano) à já quase 10 anos. Mas partilhamos o sentimento: tu ficas feliz por os teres por perto; eu fico feliz por os ter beeeeeeeeem longe!

    ResponderEliminar
  2. Aahah!
    A minha reacção quando vejo as minhas é "Esta não sou eu de certeza!!"
    LOL

    ResponderEliminar