19.366

janeiro 20, 2012 Vera 2 Comments

(...) A versão de uma história vista por um menino muito especial que com tamanha simplicidade demonstra como é complicado o mundo dos crescidos. Encontrei esta história num lugar dedicado a crianças e eu sei que não te parece nada estranho porque a criança que há quem ti não é tímida e é capaz de gritar (bem alto) que quer andar de baloiço, que vê em Dali a Anita ou que defende a integridade do pequeno (?) Poupas. (...)
Encontrei o texto escrito para mim, pela minha irmã, dentro do meu livro mais bonito. Que li ontem, pela primeira vez. E não, não me importo nada de ser sempre um bocadinho criança :).
(imagem de.mel.e.de.sal)

Também podes gostar disto

2 comentários:

  1. :) Lido agora diria que não era capaz de escrever isto. Às vezes até escrevo umas coisas giras :p

    ResponderEliminar