Santiago - Quanto Tempo? Quando? Com Quem?

novembro 26, 2012 Vera 3 Comments

Quanto tempo?
Pode haver mil razões para alguém fazer o Caminho de Santiago. A Fé, o gosto pelas caminhadas, o "desligar" do mundo... Por vezes, um bocadinho de cada uma delas. Independentemente do motivo o melhor que podem fazer antes de começar é estabelecer objectivos à medida de cada um. Nós decidimos fazer o percurso em 10 dias (o que dá uma média de 25km/dia). Conhecemos gente a fazer o mesmo percurso em 5/6 dias e outros que andavam 15km/dia.  É importante não ter uma data extremamente rígida para nos podermos adaptar ao que formos vendo ou o que for acontecendo. Nós precisamos de encurtar uma etapa para fugir da chuva e optamos por ficar em Caminha para conhecermos e porque achamos que era giro ficar exactamente 5 dias em Portugal e 5 em Espanha.  Mas pode haver muitos outros motivos para fazer alterações no percurso. Para mim, uma vez mais, o mais importante é não haver rigidez. O objectivo não é CHEGAR a Santiago, é FAZER o Caminho de Santiago. Não o façam com pressas, com dores absurdas ou como um competição. Façamos porque é uma experiência incrível.

Quando?
Eu diria que a melhor altura para ir seria algures entre Abril e Junho ou Setembro e Outubro. O tempo é ameno e a probabilidade de chuva é pequena. Nós... como somos uns tipos corajosos, saímos em pleno Agosto (até porque era a única altura possível para todos).  Apanhamos dias muito quentes (o que tornou o início ainda mais difícil), mas depois de entrarmos no ritmo não sentimos grandes problemas. O segredo para fugir ao calor é madrugar (saímos dos Albergues por volta das 6h). Outro problema (?) dos meses "altos" é a quantidade de peregrinos. Segundo o que lemos é entre Julho e Agosto, na Semana Santa, e na semana do dia de Santiago Maior (25 de Julho) que existe maior quantidade de peregrinos no Caminho. Os albergues não permitem reserva, os lugares disponíveis são para os primeiros a chegar. Por outro lado este não chega a ser um verdadeiro problema, primeiro porque porque os albergues em cidades mais concorridas planeiam algumas alternativas (pavilhões de escolas/bombeiros abertos para os peregrinos, fornecimento de colchões e cobertores), depois porque probabilidade de haver cama disponível no albergue seguinte é alta para quem sai cedo e tem um ritmo dentro da média. Por outro lado é muito giro encontrar outros peregrinos pelo caminho! Há que ponderar... Nós fomos tendo sempre onde dormir bem (dentro do que é dormir "bem" para um peregrino!). Por outro lado... conhecemos um grupo que fez o Caminho num Ano Jacobeo (sempre que o dia 25 de Julho calhe a um domingo) - Ano Santo - onde a afluência de peregrinos é ainda maior e "juraram para nunca mais". É aparentemente impossível encontrar albergues limpos, livres e/ou a preços decentes nesta altura. Fazer o Caminho durante o Inverno... parece-me uma coisa um bocado heróica. Dias curtos, percursos cheios de lama e probabilidade de muita chuva ou neve tornam o percurso quase impossível.

Com Quem?
Eu diria que "nem muitos nem poucos, assim-assim". :) Mais do que 5/6 pessoas é já um grupo grande para uma coisa destas. Grupos grandes implicam uma logística maior: diferentes ritmos, diferentes opiniões, diferentes opções/gostos na comida. Mesmo para arranjar alojamento, é difícil "encaixar" toda a gente. Não é impossível, só requer uma estratégia diferente (encontramos, por exemplo, um grupo de cerca de 30 checos que saiam sempre cedo e andavam cerca de 15km por dia até ao próximo albergue onde "acampavam" até à abertura - abrem sempre depois da 1h - de forma a garantir sempre lugar). Fazer o percurso sozinha... hum, eu não era capaz. Primeiro porque é efectivamente perigoso. Passamos por sítios onde nem sequer há rede e onde é fácil... torcer um pé ou cair. Depois, há a questão da motivação, ter alguém com quem falar ajudar a passar o tempo, ajuda a distrair e "puxa" por nós. Por outro lado, é muito fácil para um peregrino "sozinho" encontrar um grupo a quem se juntar (pelo menos alturas de grande afluência). Em qualquer caso é importante não esquecer os fiéis companheiros de qualquer viagem em grupo: muita paciência e bom senso. Não temos todos ritmos iguais, não temos todos gostos iguais por comida, não queremos todos de ver ou fazer a mesma coisa. Mas... e dado somos todos "malta boa" (a má não vai fazer o Caminho!) é tudo fácil de gerir. :)

Também podes gostar disto

3 comentários:

  1. Quero muito fazer o Caminho de Santiago e acho que esta informação vai ser importante para quando decidir! :)

    Gostaram de Caminha? :))

    ResponderEliminar
  2. @Bunyssa - Eu acho que vais adorar! :)
    Sim, gostei muito. É sempre uma visita rápida e em estado "mais morto que vivo" :) Mas gostei! :D

    ResponderEliminar