uma Casa

julho 23, 2013 Vera 5 Comments

Há um ano atrás, meios nervosos meios incrédulos, corremos para a notária, ouvimos uma leitura e assinamos um papelinho que dizia que, dali em diante os senhores das Finanças sabiam que tínhamos uma casa. Uma Casa!

Cheia de paredes brancas, de divisões vazias, de trabalho por fazer. Uma casa minha, nossa, para nós.
E veio o trolha, o carpinteiro, o serralheiro, o picheleiro, o eletricista e o pintor. Chegou a cama, os sofás, os móveis que já não eram de ninguém e os nossas das outras casas. Compramos tapetes, louças, molduras, panos. Forramos mesas, arranjamos juntas, tratamos de madeiras e limpamos muita coisa.
Começamos a acordar lá. O quarto ganhou vida, e o escritório tralha. A varanda tem cadeiras e mesa "vamos jantar lá fora?". A cozinha ganhou novos cheiros e o frigorífico está cheio de recordações de viagens nossas e dos amigos. A sala já viu muito choro, muitos brindes, muitos risos e beijos e abraços. E até há por lá uma gata meia louca.

Hoje olho para trás e vejo tudo o que já conseguimos. E olho para a frente e penso no muito que ainda quero fazer. No mimo que ainda quero dar a estas paredes, a este espaço.  No prazer que me dá estimá-lo, pensá-lo, namorá-lo. No muito que esta Casa é minha, nossa.

Também podes gostar disto

5 comentários:

  1. Enche a casa de amigos, de recordações, de tralha. Popula as paredes com quadros, o chão com tapetes, a mobília com "coisas". São essas "coisas" e essas tralhas que dão sentido ao espaço, que o tornam nosso, que lhe imprimem um bocadinho de nós. Porque as "casas" são só paredes. O que vivemos "lá" dentro é que interessa.

    Because home is where the heart is. E eu tenho a sorte de poder dizer que parte da "vossa" casa também é "nossa", e parte da "nossa" também é "vossa".

    Hoje, conquistamos "mais" alguma coisa, as duas. Anos. Memórias. Recordações. Celebramos mais alguma "coisa". Que venham muitos mais anos, e que seja sempre este o espírito destes dias!

    Parabéns!

    ResponderEliminar
  2. Já passou um ano? O tempo voa, caramba... :)
    Que venham muitos mais de alegrias e momentos novos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Yup! :) Voa meeeessmo! Venham eles, cá os espero :)

      Eliminar
  3. Eheheh! É uma sensação tão gira, não é?
    Chato é no meu caso, qdo já a tive e depois acabei por a perder.
    Mas enfim... novas casas e novas experiências virão.

    E tu, venham mais 50.000 anos de "casa" :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade Zoanita, o teu caso foi muito chato :( Mas é como dizes, casa nova, vidas novas, muitas experiências te esperam :)

      Obrigada*

      Eliminar