150.366

junho 04, 2012 Vera 1 Comments


Adapto-me.
Choro, estrebucho, acho que não vou conseguir. Depois, arregaço as mangas, conquisto o meu espaço, percebo o que quero e consigo.
Foi sempre assim até agora em todas as grandes mudanças da minha vida.
No final, olho para trás e percebo sempre que valeu a pena, que foi, no geral, muito, muito bom. Adapto-me bem.

É por isto que sei, que se por um motivo ou outro tivesse que mudar de cidade, acabaria por me adaptar e gostar. No entanto, no que depender de mim, quero continuar a voltar aqui, e todos os dias saber "para que lado é que está o mar".

Também podes gostar disto

1 comentário: