you mean the big fat man with the long white beard?

dezembro 06, 2012 Vera 1 Comments

Eu sou daquelas pessoas que ficam assim a tender para o maluquinho na época do Natal. Sempre me lembro de ser assim. Alguns Natais mais que outros mas sempre senti a magia da época. Para mim o Natal é confusão, festa, família, amigos, alegria, surpresas e... esta é uma mistura perfeita. 

As luzes nas ruas, os jantares, o stress para arranjar a prenda perfeita para cada um, as mil ideias, os orçamentos que tendo a não cumprir, as receitas, o aconchego das casas, as decorações, os presentes, os filmes do costume. Até consigo gostar do frio do Natal e juro que é muito mais fácil não acordar mal humorada nesta altura.

E, culpada me confesso, gosto do Natal com prendas. As prendas que compro para mim/nós são mais especiais se ficarem a marinar umas semanas debaixo da árvore (já lá tenho uma impressora e um livro a ganhar "sabor"). As prendas que compro para os outros não precisam de ser grandes nem caras. Se procurarmos bem, é incrível a quantidade de coisas úteis e bonitas que encontramos a menos de 5/10€. As prendas só precisam de dizer "estou aqui, pensei em ti, dei-me ao trabalho de arranjar uma coisa que eu gosto e que acho que vais gostar". Se correr bem, é também naquela bocadinho de "coisa" que vamos ser lembrados quando a pessoa a beber/comer/calçar/vestir/usar.

Este ano pus a Bimby e a máquina de costura a trabalhar. Comprei feltro, frascos e garrafinhas. Completei com chocolates da Equador e pérolas d'A Vida Portuguesa. Encomendei algumas coisas, percorri alguns km longes de confusões e acho que... estou muito bem encaminhada nesta coisa da missão "Presentes Natal 2012". Pela primeira vez desde há uns não devo passar o dia 24 a fechar presentes de última hora (e isto soa tão bem!). 

Também podes gostar disto

1 comentário:

  1. iei! e a tua já está prestes a ser colocada debaixo da minha árvore também! =)

    ResponderEliminar